Os dispositivos médicos para diagnóstico in vitro (DIVs) são uma parte essencial dos cuidados de saúde de hoje. Os DIVs são utilizados para diagnosticar, acompanhar e avaliar a predisposição para a doença, contribuindo assim com grande parte da informação médica disponível sobre um doente. Permitindo tratamentos precoces e específicos para um doente. Os DIVs ajudam a reduzir o tempo de permanência e de convalescença nos hospitais, como resultado a longo prazo vamos obter uma população mais saudável e crescimento económico. (“European IVD Market Statistics, Report 2013”, EDMA ).

Os DIVs acompanham todas as etapas da doença:

  • Na predisposição genética para uma determinada doença, antes da existência de qualquer sintomatologia,
  • Do diagnóstico de prevenção, presente em rastreios dirigidos a populações de risco ou à população em geral, contribuindo para o diagnóstico precoce,
  • No diagnóstico efetivo de situações agudas ou crónicas,
  • No prognóstico de determinadas doenças avaliando a sua possível evolução e severidade,
  • Na seleção e monitorização das terapêuticas, permitindo uma gestão apropriada da doença direcionada para o doente.

O investimento e a aposta na inovação nesta área tem contribuído para uma evolução constante do sector, com o desenvolvimento de diversas técnicas analíticas, mais específicas e sensíveis, com a automatização total ou parcial de técnicas previamente manuais, permitindo resultados mais fiáveis.

O grupo ISODER representa uma vasta gama de produtos, com especial enfoque na área da Autoimunidade, da Serologia Infecciosa, Diagnóstico Pré Natal e Marcadores Tumorais, dispondo de colaboradores especializados na área das aplicações e assistência técnica.

Diagnóstico In Vitro

Autoimunidade

As Doenças Autoimunes (DAI) caracterizam-se pela presença de autoanticorpos. O papel dos autoanticorpos ainda não é totalmente conhecido. Alguns são patogénicos, outros são específicos de uma dada doença e outros ainda precedem o aparecimento da DAI tendo portanto um valor preditivo.

Uma das principais funções do sistema imunológico é a proteção contra agentes invasores estranhos.Outra função do sistema imunológico é a de reconhecer auto antigénios. Este reconhecimento é essencial para que a resposta imune seja eficiente.Permite a seleção clonal dos linfócitos T e B nos órgãos linfoides primários e permite a remoção dos restos celulares resultantes da morte celular.Na ausência da doença esta autoimunidade natural é necessária para uma eficiente resposta imunológica contra agentes infeciosos e contra células tumorais.

Contudo, em indivíduos geneticamente suscetíveis após estímulo ambiental, (radiação UV, infeções bacterianas e/ou virais) pode verificar-se uma resposta imune exagerada contra os agentes estranhos e contra autoantigénios o que pode levar ao aparecimento das doenças autoimunes.As DAI do tecido conectivo caracterizam-se pela presença de anticorpos anti nucleares (ANA) que por sua vez são dirigidos contra antigénios nucleares.Estes anticorpos para além de poderem estar envolvidos na patogénese da doença, podem também ser marcadores de diagnóstico e de eficácia terapêutica. A sua deteção é de grande relevância.A metodologia por excelência para screening dos ANA é a de imunofluorescência indireta (IFI) sobre células Hep2 (cultura de células epiteliais de carcinoma da laringe). Este teste deteta a presença de ANA no soro dos doentes. Estes autoanticorpos ligam-se ao antigénio presente no substrato (célula Hep2) formando distintos padrões de fluorescência.

Comercializamos produtos de IFI (ANA, ANCA, dsDNA…), de ELISA (ANA, ANCA, dsDNA, CCP…) e Imunoblots (ANA, ENA, ANCA…)

Diagnóstico In Vitro

Biologia Molecular - Microbiologia

A Biologia Molecular é atualmente um método de elevada sensibilidade e precisão utilizado no diagnóstico clínico. Permite a deteção  e monitorização de várias doenças , gerando em tempo útil informações fundamentais para avaliação clínica dos doentes.

A – PCR em Tempo Real

As modernas metodologias de Biologia Molecular, baseadas na técnica PCR (Polymerase Chain Reaction), oferecem uma nova geração de diagnóstico molecular, aplicáveis em diferentes plataformas. A tecnologia PCR multiplex, permite identificar o ou os agentes patogénicos causadores de doença (vírus, bactérias, parasitas, …) em diferentes tipos de amostras biológicas

Principais produtos relacionados

  • Tecnologia SMART (Single tube Multiplex Amplification in Real Time)
  • RespiFinder® 2SMART  – Deteta e identifica num ensaio de 2,5 horas, 18 vírus e 4 bactérias responsáveis por infeções do Trato Respiratório
  • GastroFinder® SMART 17 FAST – Deteta e identifica num ensaio, 9 bactérias, 4 vírus e 4 parasitas responsáveis por Gastrenterites
  • PapillomaFinder® SMART 20 – Deteta e identifica 14 sequências especificas de Alto risco e 6 de baixo risco

Linha RidaGene , monoplex e multiplex adaptável a várias plataformas (Light Cycler 2.0 e 480 II; Rotor-Gene, ABI 7500, SmartCycler, MX300SP, CFX96, m2000rt)

  •  Infeções Hospitalares (C.difficile, MRSA…)
  •  Infeções Gastrointestinais (Painel vírus, Painel parasitas , Painel bactérias)
  • Infeções respiratórias (Influenza A, H1N1; Parainfluenza, RSV, Adenovirus , Bordetella,         
  • Legionella, M. pneumoniae, P. jirovecii)
  • Outros (Gut Balance; PVL)
Diagnóstico In Vitro

Biologia Molecular - Microbiologia

B – Testes rápidos

A necessidade de rapidez dos resultados dos meios auxiliares de diagnóstico, fez surgir os métodos rápidos de análise microbiológica. Os métodos rápidos possuem várias vantagens, como diminuição de custos, facilidade de execução, facilidade de leitura e interpretação dos resultados, bem como, simplificação de tarefas

Imunocromatografia em cassete e em tira – Pesquisa de Antigénios

Comercializamos testes para deteção de:

Bactérias:

  • Campylobacter jejuni / C. coli (fezes)
  • Clostridium difficile GDH (fezes)
  • Clostridium difficile  Toxin A/B   (fezes)
  • Legionella pneumophila / Streptococcus pneumoniae (urina)
  • Streptococcus do grupo A (zaragatoa da orofaringe)
  • Streptococcus do grupo B (zaragatoa vaginal)
  • Chlamydia Ag (zaragatoa cervical / uretral)
  • Helicobacter pylori Ag (fezes)

Parasitas:

  • Giardia lamblia
  • Cryptosporidium parvum
  • Entamoeba
  • Cryptosporidium/ Giardia Combi
  • Cryptosporidium/ Giardia / Entamoeba Combi

Vírus:

  • Rotavirus
  • Adenovirus
  • Rotavirus / Adenovirus Combi
  • Norovirus
  • Fungos:
  • Cryptococcus neoformans / C. gati (soro e LCR)

Diagnóstico In Vitro

Endocrinologia

A Endocrinologia é a especialidade médica que estuda o funcionamento das hormonas no organismo humano e faz o diagnóstico e tratamento das doenças das glândulas de secreção interna ou glândulas endócrinas.

A Endocrinologia é uma especialidade médica extremamente solicitada, sendo a referência para o tratamento de doenças como: diabetes, obesidade, doenças da tiroide e paratiroides, doenças hipofisárias, do pâncreas e das suprarrenais, alterações do crescimento e desenvolvimento na criança, alterações hormonais masculinas e femininas.

Apresentamos uma vasta gama de produtos nesta área, por RIA/IRMA e por ELISA, para análise em soro, plasma, urina ou saliva.

DOCUMENTOS PARA DOWNLOAD

Endocrinology

Androgen Elisa

Diagnóstico In Vitro

Marcadores Tumorais

Os Marcadores Tumorais são uma ferramenta essencial no controlo terapêutico e seguimento dos pacientes com cancro.

A evolução da doença reflete-se nos níveis dos marcadores tumorais. A variação individual destes níveis é avaliada pela determinação seriada dos marcadores tumorais específicos. A dinâmica destas determinações seriadas é mais importante do que a concentração de uma determinação individual pelo que é importante ter uma medição precisa, robusta e reprodutível do parâmetro.

  • FLUORESCÊNCIA EM FASE HOMOGÉNEA (TRACE)

O equipamento KRYPTOR tem disponível um dos mais completos portfolios de marcadores tumorais. A sua tecnologia em fase homogénea confere-lhe uma reprodutibilidade inigualável e uma precisão que transmite confiança aos clínicos no seguimento dos doentes. Os principais produtos disponíveis são CA125II, CA15.3, CA19.9, CEA, PAP, PSA, freePSA, CYFRA21.1, NSE, SCC e CGA.

  • TÉCNICAS MANUAIS (RIA/ELISA)

Temos também disponíveis quer por técnica RIA/IRMA quer por técnica ELISA uma variedade bastante extensa de marcadores tumorais.

Diagnóstico In Vitro

Medicina Materno-Fetal

RASTREIO
Um dos principais propósitos do rastreio pré-natal é melhorar a saúde materno-fetal diminuindo as taxas de mortalidade perinatal e infantil por causas evitáveis. Os testes de rastreio são um conjunto de análises bioquímicas e dados ecográficos que, sendo combinados, permitem estabelecer a probabilidade de uma determinada anomalia.

Atualmente estão disponíveis programas de rastreio de aneuploidias (Trissomia 21, trissomia 13/18, Defeitos do tubo neural) e de pré-eclampsia.

Desde 1999 que o fabricante que representamos disponibiliza os marcadores bioquímicos usados no rastreio de aneuploidias no 1º trimestre da gravidez, PAPP-A e freeβhCG, sendo o gold-standard nesta área.Mais recentemente iniciou-se o rastreio da pré-eclâmpsia, situação que afeta um elevado número de grávidas e que pode ser uma situação muito grave quer para a mãe quer para o feto. Este rastreio realiza-se no 1º trimestre da gravidez por uso dos marcadores bioquímicos PAPP-A e PlGF e de marcadores ecográficos.

PRÉ-ECLÂMPSIA
No decorrer da gravidez, a partir do 2º trimestre, é importante identificar aquelas grávidas que, com sinais de pré-eclâmpsia, estão realmente em situação grave e que necessitam de um seguimento mais próximo. Neste período da gravidez determina-se a PlGF e a sFlt-1, fatores pro e anti-angiogénicos, cuja razão, sFlt-1/PlGF, indica com bastante precisão um resultado adverso.

FLUORESCÊNCIA EM FASE HOMOGÉNEA (TRACE)
No equipamento KRYPTOR determinam-se os marcadores bioquímicos para:

Rastreio de aneuploidias:

  • 1º trimestre: PAPP-A, freeβhCG
  • 2º trimestre: AFP, freeβhCG, hCG, freeEstriol*, Inibina A*

Rastreio de pré-eclâmpsia:

  • 1º trimestre: PAPP-A, PlGF

Diagnóstico/prognóstico de pré-eclampsia

  • PlGF, sFlt-1

(*) – em desenvolvimento

DOCUMENTOS PARA DOWNLOAD

The gold standard in prenatal screening

Pre-eclampsia screening in 1st trimester of pregnancy

Pre-eclampsia screening in 2nd and 3rd trimester of pregnancy

Diagnóstico In Vitro

Serologia Infeciosa

As doenças infeciosas podem ser diagnosticadas e monitorizadas com o apoio da serologia infeciosa executada em laboratório.
A serologia infeciosa facilita a discriminação entre infeções agudas/recentes, passadas e a presença de anticorpos residuais.

Usualmente pesquisa-se os anticorpos das classes IgG e IgM, produzidos pelo organismo em resposta a um agente infecioso (antigénio). Classicamente, o primeiro anticorpo a ser produzido na infeção primária é da classe IgM, sendo, então, acompanhado pela produção de anticorpos da classe IgG. Os anticorpos IgM ficam presentes por um curto período de tempo, normalmente desaparecendo de três a seis meses após a infeção, enquanto os anticorpos IgG permanecem presentes por longo período, por vezes o resto da vida. Portanto, a presença de anticorpos IgM é indicativa de infeção aguda ou recente, e a presença somente de IgG, de infeção passada.

A pesquisa da avidez permite diferenciar infeção recente de infeção passada na presença de IgM residual, através da avaliação da capacidade de ligação dos anticorpos IgG, que é diretamente proporcional ao tempo de infeção. As determinações são feitas em amostras de soro e em alguns casos também em amostras de líquido cefalorraquidiano. 

Os métodos disponíveis, baseados na reação antigénio-anticorpo, são:

  • Imunofluorescência indireta
  • ELISA
  • Imunoblot

Os principais produtos que comercializamos são:

  • EBV, HSV, HEV, VZV, Parvovirus, Vírus tropicais
  • Chlamydia, Borrelia, Treponema pallidum, Helicobacter pylori, Rickettsia conorii, Coxiella burnetii, Bordetella pertussis, Brucella abortus, Legionella pneumophila
  • Leishmania donovani, Echinococcus granulosus
  • Candida albicans